Como fugir das fake news em época de pandemia?

Em épocas de acontecimentos marcantes e de grande comoção social, muitas fake news costumam surgir. Os motivos pelos quais elas aparecem variam desde tentativas de fazer graça à tentativas de manipular a opinião popular.  De um jeito ou de outro, elas são responsáveis por boa parte do caos que é instaurado.

Durante o surto de coronavírus não seria diferente. O assunto é polêmico e, claro, dá pano pra manga. As fake news tomaram conta dos feeds nas redes sociais e dos grupos de Whatsapp. Com tanta notícia falsa se espalhando por aí, o Ministério da Saúde tomou uma interessante e inovadora iniciativa: um bot para averiguar notícias enviados pelo público sobre a doença.

Mesmo sendo muito legal, será que isso é realmente eficaz para melhorar a situação de pandemia no país e fugir das fake news? Entenda melhor a situação.

Como funciona a ação de combate às fake news sobre o coronavírus?

A ação do Ministério consiste em disponibilizar um número de Whatsapp para a população verificar informações direto com a sua equipe. A proposta não é ser um SAC ou tirar dúvidas simples. O espaço serve exclusivamente para o envio de notícias que estão circulando a fim de que a equipe diga, oficialmente, se é verdade ou não. O número para contato é (61) 99289-4640.

No ano passado, a Universidade de Oxford liberou um estudo sobre a disseminação de fake news pelas redes sociais ao redor do mundo. Neste relatório, o Brasil foi classificado com nível de manipulação “médio”, o segundo mais alto. As fake news aqui são um problema de verdade. Além disso, a pesquisa também apontou Facebook, Twitter e Whatsapp como as redes sociais com maior número de compartilhamento de notícias falsas. Em território nacional, porém, o aplicativo carinhosamente apelidado de zap zap é o favorito na hora de inventar historinha. Por isso a iniciativa do Ministério da Saúde para diminuir a disseminação de fake news é tão importante neste momento crítico.

Apesar de extremamente relevante agora, nem sempre existe essa alternativa de verificação. Ainda mais tão específica sobre um determinado assunto.

Como então checar se é tudo verdadeiro em uma notícia? Alguns hábitos simples podem ajudar a fugir das fake news.

5 passos para correr das fake news

Saía da superfície e vá além do título

O título de uma matéria ou artigo é feito exclusivamente para chamar a sua atenção. Essa é a principal intenção: apresentar o tema e despertar seu interesse e curiosidade. Por isso, alguns títulos abusam do duplo sentido, da interpretação equivocada e do sensacionalismo. Assim, para fugir das fake news, sua leitura nunca deve ficar só no título. Procure ler a matéria toda antes de passar a informação para frente.

Além disso, também é importante analisar o link da notícia. A fim de causar confusão, sites de fake news podem ter endereços muito parecidos com site confiáveis. Dessa forma, não deixe de verificar a url e ainda dar uma olhadinha nos outros conteúdos do site. Ah, não deixe de ver também se o site não é de piadas, como o Sensacionalista, por exemplo. Isso pode acontecer.

Dê uma stalkeada nos autores

Portais de notícias confiáveis precisam dar a cara tapa. Os sites têm que ter contato do autor ou da equipe caso seja necessário futuras explicações ou retratações. E, afinal, quem não deve, não teme. Portanto, se uma matéria não tem assinatura, pricipalmente se fala de um fato polêmico ou compromete a imagem de alguém, fique ligado. Por sua vez, se a notícia foi assinada, procure saber quem é o autor e que outros artigos ele já produziu.

Seja desconfiado e investigue a fundo

Desconfie de tudo o que ler. Principalmente se a manchete for sensacionalista. Não pare na primeira na primeira notícia que ler sobre determinado assunto. Procure outras fontes, veja quem mais falou sobre aquilo e se a abordagem é a mesma. Dessa forma, fica mais fácil de você separar fatos de opiniões e entender o que realmente está rolando.

Fazer essa separação também é muito importante para identificar a intenção nas escolhas dos autores na hora de escrever a notícia. Porque eles deram mais atenção a um fato do que outro? Porque escolheram determinada palavra? Isso tudo pode ser um mecanismo para te persuadir. Saiba separar as coisas.

Olhe a data de validade da notícia

As notícias também envelhecem e ficam impossíveis de usar. Muitas fake news, na realidade, são fatos que já foram verdadeiros um dia, mas que, agora, são usados fora de contexto. Por isso, vale verificar também a data de publicação da matéria e analisar se condiz com os acontecimentos atuais.

Cheque as informações com a ajuda de agências profissionais

Existem várias agências de checagem de informação hoje. Elas nasceram justamente da necessidade de desmentir boatos que cresciam sem parar. Sempre que surgir alguma dúvida sobre a veracidade de uma notícia, procure nesses sites primeiro:

A gente sabe como ninguém que levar novidade para as pessoas dá uma sensação ótima de ser útil e prestativo. E, em momentos como esse, espalhar informação é realmente muito importante. Contudo, mais importante ainda, é que essa informação seja verdadeira. Só assim ela vai ajudar, e não causar ainda mais confusão. Por isso, compartilhe, sim, informações, mas só depois de cumprir esse passo a passo para fugir das fake news e ter certeza de que ela é correta!

Gostou? Compartilhe: