Guia prático para melhorar a experiência do usuário

A experiência do usuário com uma marca é um dos fatores que mais influencia na decisão de compra. Com tantas opções no mercado, o diferencial fica por conta do potencial de transcender a relação tradicional que as marcas podem ter com o consumidor.

Seja por um relacionamento diferenciado nas redes sociais, uma questão de princípios e valores parecidos ou até mesmo uma questão de identidade com a mensagem passada pela marca, é necessário investir não só na qualidade, mas também no lado humano do produto ou serviço.

Oferecer a melhor experiência para o usuário no site, aplicativo ou rede social é essencial para esse relacionamento dar certo. É preciso traçar estratégias que analisem o hábito do seu consumidor e transforme os dados em ações eficazes. Confira o guia que preparamos para melhorar a experiência do seu usuário.

Pense no conteúdo

As informações mais relevantes devem aparecer em destaque, de uma forma que faça sentido para o usuário. Para tornar mais amigável a dica é incluir conteúdos multimídia, mesclando texto, imagem, vídeos e interatividade.

A ideia de humanizar seu conteúdo parece óbvia, mas é comum encontrar textos enormes e engessados em sites institucionais nada amigáveis. Links, cores, elementos gráficos e ícones podem facilitar a leitura, trazer sensações muito melhores e tornar seu conteúdo mais desejável (consequentemente, seu produto).

O caso das redes sociais da Netflix, que vai muito além de anunciar as estreias do mês, é um ótimo exemplo. A empresa tem redes sociais que dão a impressão de que poderia ser qualquer amigo seu ali, conversando com você sobre a programação da rede de streaming.

Lembre que do outro lado da tela está uma pessoa ao invés de um robô. A ideia é óbvia, mas é comum encontrar profissionais que ignoram a percepção humana: cores, ícones e conteúdos gráficos também podem causar sensações que não condizem com a imagem desejada.

Responda

Foi-se o tempo das campanhas passivas de marketing. Parte de uma boa estratégia para melhorar a experiência do usuário é engajar com o público. Antes da venda, na fase da pesquisa, o usuário tende a buscar informações diretamente com sua página. Uma equipe preparada para atender as dúvidas de uma forma menos “robotizada” pode fazer toda a diferença.

Da mesma forma, no pós-venda é importante manter o padrão de atendimento. Uma boa estratégia de UX (User Experience) pode gerar, inclusive, mídia espontânea e novos clientes se aliada a estratégias de marketing de indicação.

É o caso da fintech Nubank, que criou um novo tipo de relacionamento financeiro com seus usuários, com menos burocracia e sem aquela cara de banco. A comunicação da empresa foca no usuário e em sua experiência com o produto. Além disso, sua política de indicação para “furar fila” tornou a empresa o que ela é hoje: uma das maiores empresas financeiras do Brasil.

Não é só vender

O aplicativo de delivery iFood lança diariamente cupons de desconto para sua plataforma. A forma de chamar a atenção para a estratégia foi gerar chamadas (Call To Action) amigáveis para os usuários, que chamam muito mais atenção que aquela notificação padrão.

Se você pensa em adotar a UX apenas para vender, reflita se essa é a melhor estratégia. User Experience trata-se muito mais de criar laços com seu público consumidor que propriamente vender seu peixe. Considere as estratégias para melhorar a experiência do usuário como uma forma de relacionamento.

Gostou? Compartilhe: