o que e e-commerce

O que é E-commerce?: 06 dicas para fazer sucesso

As comprinhas online têm conquistado muitos corações – e bolsos – nos últimos anos. Para a maioria dos consumidores, comprar pela internet é uma verdadeira mão na roda. Sem a limitação geográfica, é possível comparar preços e ter mais variedade de produtos.

As compras online, contudo, não são de interesse exclusivo dos clientes. Vender pela internet também tem vantagens para marcas e empresas. Os investimentos para iniciar um e-commerce são bem inferiores aos necessários para um negócio físico. Além disso, ele dá mais flexibilidade de horário e não limita às vendas por localização.

Neste artigo, vamos explicar tudo sobre e-commerce: o que é, como funciona e o que precisa ter um e-commerce de sucesso. 

O que é e-commerce?

O termo e-commerce é usado para nomear as transações comerciais feitas pela internet. A palavra é uma abreviação do inglês electronic commerce, que significa “comércio eletrônico” em português. Portanto, todas as vendas e compras online são definidas como e-commerce. 

Diversos tipos de vendas são realizadas pela internet todos os dias. Por isso, existem alguns formatos de e-commerce diferentes

Tipos de e-commerce

Assim como lojas físicas, o e-commerce também tem tipos variados. Portanto, seja qual for o modelo da sua empresa, é possível adaptá-la para o ambiente digital

Há espaço para todo tipo de negócio no universo online: 

  • B2B (Business to Business): São empresas que vendem para empresas. Geralmente, comercializam matérias-primas, peças ou máquinas. 
  • B2C (Business to Consumer): Modelo mais comum de e-commerce, no qual empresas vendem diretamente para os consumidores finais
  • C2C (Consumer to Consumer): Esse modelo de e-commerce tem ganhado bastante destaque nos últimos anos. Nele, os consumidores vendem e compram entre si. Por isso, é uma relação de compra mais informal, sem tanta burocracia. 

Para cada um desses modelos de e-commerce existem alguns canais de vendas ideais. Nem sempre é necessário – ou até mesmo eficaz – ter uma loja virtual. 

Canais de venda e-commerce

Mesmo depois de entender o que é e-commerce, você ainda pode achar que o termo é sinônimo de loja virtual. Afinal, os dois se referem a vendas na internet. Entretanto, eles não são a mesma coisa

Nem todo e-commerce é uma loja virtual; mas toda loja virtual é um e-commerce.

A loja virtual é apenas uma forma de vender pela internet. Além dela, existem outras possibilidades de fazer negócios online

Conheça os principais canais de venda e-commerce e entenda suas diferenças:

Loja Virtual

Canal de vendas e-commerce mais conhecido, as lojas virtuais são sites próprios e exclusivos de uma marca ou empresa. Costumam ser os preferidos para fazer negócios online porque o lojista tem total controle sobre a gestão. 

As lojas virtuais são uma boa opção de canal de venda e-commerce para os negócios B2B e B2C. 

Marketplace

Os marketplaces são os “feirões” da internet. Nestes sites e plataformas, várias marcas e empresas anunciam seus produtos. Dessa forma, o cliente pode comparar preços, lojas e escolher a melhor alternativa para ele. São exemplos de marketplaces o Mercado Livre, a OLX e o Enjoei.

Essa é uma opção vantajosa para marcas novas, afinal os marketplaces têm muita visibilidade. Contudo, a concorrência é maior e mais explícita. Eles também são ideais para negócios B2C e C2C.

Redes Sociais

As redes sociais tornaram-se excelentes canais de venda nos últimos anos. Além dos negócios informais entre os usuários, as plataformas também lançaram atualizações de interação com as lojas virtuais, por exemplo. Sendo assim, também se encaixam para todos os modelos de e-commerce: B2B; B2C e C2C.

A escolha entre esses canais de venda e-commerce vai depender não só do modelo do seu negócio. Você também deve considerar o seu nicho, o seu público-alvo e também o quanto a sua marca já é conhecida por ele. Além do mais, optar por um canal de venda e-commerce não significa deixar de utilizar os outros. 

De qualquer forma, seja qual for a sua escolha, todo e-commerce de sucesso depende de alguns cuidados. 

06 características que todo e-commerce de sucesso deve ter

1 – Boa apresentação

Uma boa apresentação dos seus produtos e serviços é indispensável para um e-commerce de sucesso. A sua marca deve passar segurança aos clientes. Uma vez que não podem ver pessoalmente ou tocar o produto, a descrição e as fotos precisam ser bem detalhadas e informativas

2 – Performance rápida

Outro fator que você também deve se atentar para um e-commerce de sucesso é a performance rápida. Ou seja, não demore para responder os seus clientes ou simples curiosos. Esse tempo de espera afeta diretamente na credibilidade da sua marca.  

Além do atendimento ao cliente, no caso das lojas virtuais, é importante otimizar a plataforma que utiliza. Assim como ninguém gosta de aguardar muito tempo para ter uma dúvida respondida, também não é legal ficar esperando o site obedecer seu comando. Eficiência é a palavra de ordem no e-commerce.

3 – Layout responsivo

Além de respostas rápidas aos comandos e perguntas dos clientes, a estrutura do seu e-commerce deve facilitar ao máximo a compra. Portanto, todos os botões devem estar visíveis, bem como as fotos, descrições e outras informações importantes. 

A comunicação da página, uma identidade visual bem estruturada e a disposição dos elementos na plataforma fazem total diferença na experiência do usuário.

4 – Otimização para SEO

De nada adianta ter um e-commerce que cumpra todos requisitos acima se a sua marca não for encontrada pelos seus clientes. No caso das lojas virtuais e marketplaces, a otimização para os mecanismos de busca do Google (SEO) é essencial

Essa técnica facilita que pessoas interessadas em seus produtos ou serviços – potenciais clientes – encontrem a sua marca como solução. 

5 – Divulgação nas redes sociais

Além das técnicas de SEO, é importante divulgar seu e-commerce nas redes sociais – principalmente se essa é a plataforma escolhida. 

Para isso, descubra em qual rede está o seu público e invista pesado. Postagens frequentes e conteúdo de qualidade vão ajudar a aumentar o alcance orgânico. Mas não deixe de considerar fazer anúncios pagos.  

6 – Integração de canais

Por fim, mas não menos importante, integre seus canais de venda e-commerce. Dessa forma, haverá mais possibilidades dos clientes te encontrarem e te conhecerem. 

Com o passar dos anos, o e-commerce tem se mostrado cada vez mais a alternativa preferencial dos clientes. Adaptar seu negócio para o ambiente digital é aumentar as suas possibilidades de vender seus produtos e serviços.

Se você tem interesse em estruturar um e-commerce para a sua marca, nós podemos ajudar. Entre em contato conosco.

Gostou? Compartilhe: