A responsabilidade social dos influenciadores digitais interfere na percepção da sua marca?

No dia 25 de abril, depois de mais um mês de isolamento social no Brasil devido à pandemia de coronavírus, a influencer Gabriela Pugliesi deu uma festa em sua casa. A celebração não comemorava o fim do distanciamento social. Muito pelo contrário. Naquele dia o número de vítimas fatais da doença alcançou pouco mais de 4 mil pessoas no país. Cercada por seus convidados, ela postou vídeos se divertindo no instagram. As publicações alcançaram rapidamente seus mais de 4 milhões de seguidores. Mas a repercussão não foi positiva. Mesmo após um pedido de desculpas, a musa fitness perdeu mais de 150 mil seguidores, vários contratos e teve um prejuízo estimado em 3 milhões de reais. 

A polêmica festa da Gabriela Pugliesi levantou uma importante discussão sobre a responsabilidade social dos influenciadores digitais. Mas esse foi só o pontapé inicial. Diante das crises sanitária, econômica e política, cerca de três semanas depois, um dos youtubers mais famosos do Brasil, o Felipe Neto, gravou uma vídeo-carta reforçando a importância do posicionamento de influencers. Em um trecho, o influenciador pontuou: “vocês sabem quem são esses influenciadores que ficam em cima do muro, que preferem a isenção a correr o risco de perder seguidores, a se posicionar […]”. 

Veja o vídeo de Felipe Neto aqui

Você sabe como isso pode impactar a sua marca?

 

Por que os influenciadores digitais devem ter responsabilidade social?

Você já deve ter ouvido que “com grandes poderes vêm grandes responsabilidades”. A frase, eternizada pelo tio Ben no filme do Homem Aranha, cai como uma luva para essa ocasião. Isso porque, talvez,  o poder de influenciar seja um dos maiores da nossa geração. Depois das redes sociais então…alcançou níveis extraordinários. E não há dúvidas de que os influenciadores digitais são os grandes detentores dessa habilidade. 

Uma pesquisa realizada pelo instituto Qualibest, no ano passado, revelou a real capacidade de alcance desse poder. Segundo o estudo, entre os brasileiros que estão online, 71% seguem um influenciador. Dessa quantidade, 55% costuma pesquisar a opinião desses influencers antes de fazer uma compra e 73% afirmaram que já adquiriram um produto devido à indicação desses. 

Já imaginou o que isso poderia fazer pela sua marca? 

Apesar de tentador, nas mãos erradas, esse poder pode causar grandes estragos. De acordo com um estudo realizado pela Kantar Ibope Media, aproximadamente 70% das informações sobre coronavírus postas nas redes sociais partem de figuras públicas. Contudo, 20% desses dados são considerados fake news.

O grau de responsabilidade social do influenciador digital é o que vai definir seu lado da força.

 

via GIPHY

Como a responsabilidade social dos influenciadores digitais interfere na minha marca?

O influencer tem a habilidade de amplificar a voz da sua marca. Logo, quando a imagem do seu negócio é associada à imagem dele, para o seu cliente, vocês dividem as mesmas opiniões. Sendo, então, uma personificação da sua marca, é fundamental avaliar que mensagem o influencer passa. Os números são importantes, mas não mais do que o conteúdo. A responsabilidade social do influenciador digital ao se posicionar diante de assuntos delicados, como uma pandemia por exemplo, deve ser levada em consideração.

Hoje, além de qualidade, bom atendimento e preço justo, os consumidores buscam conformidade com os seus ideais. O ponto de desempate na escolha entre uma marca e outra é o nível de identificação que o cliente sente com as duas. A omissão não é mais uma característica de valor. É preciso levantar bandeiras e tomar partido. Ainda que isso custe alguns clientes, um posicionamento bem definido fideliza muitos outros. Contudo, não vale ser só da boca pra fora. Todos os canais e ações do seu negócio devem estar alinhados com a posição adotada. Isso também envolve a escolha de influenciadores digitais que tenham responsabilidade social. Afinal, ninguém quer se tornar o vilão dessa história. 

Saiba mais sobre a relevância dos influenciadores digitais para a sua marca.

Gostou? Compartilhe: